quarta-feira, 30 de julho de 2014

Pior cenário possível: Benfica 2014/2015

Por vezes para preparar o futuro é bom fazer um exercício: imaginar a probabilidade de sucesso perante o pior cenário possível e caso essa exista, pode-se encarar com algum optimismo o que aí vem.
No presente exercício, sucesso resume-se somente a sucesso desportivo, conquista do título nacional. Nada mais que isso, nada relacionado com finanças, que relativamente a essas não me atrevo a fazer grandes cenários, por ora.
O plantel do Benfica no pior cenário possível não contará com mais reforços e ainda vê sair Gaitan e Enzo Perez.
Guarda-redes: Artur, Paulo Lopes e um terceiro da equipa B.
Artur tem bastantes defeitos, mas também algumas virtudes. Não estará longe do que Rui Patrício e Fabiano podem oferecer a Sporting e Porto.
Defesa lateral direito: Maxi, Cancelo e André Almeida.
Sei que no pior cenário possível teria de incluir Luís Felipe no plantel, mas não sou tão masoquista assim. Temos 3 boas alternativas para este lugar. A seguir a Danilo, qualquer um pode lutar por ser o 2º melhor lateral direito da Liga.
Defesa central: Luisão, Jardel, César, JoãoTeixeira e Sidnei.
Luisão os anos passam e continua a ser top, muito por o que cresceu tacticamente e pela forma como comanda a equipa a nível defensivo. Jardel não é extraordinário, mas estará ao nível de grande parte dos centrais dos nossos concorrentes.
Defesa lateral esquerdo: Eliseu, Benito.
Os problemas com a lateral esquerda vêm de há muito, julgo que continuará a ser o nosso ponto fraco. Eliseu dará algumas correrias, por vezes parecerá espetacular. Mas nunca o será. Perdemos para os nossos concorrentes. Alex Sandro e até o seu substituto são melhores e Jefferson é quase o mesmo nível, mas talvez um pouco melhor.
Médios centro: Fejsa, Ruben Amorim, André Almeida, João Teixeira, Talisca, Bernardo Silva.
Talisca é uma incognita, nos seus bons indicadores não dá para apoiar as nossas esperanças no futuro. Um rápido regresso de Fejsa e uma época de Amorim com poucas lesões dará para ter um meio campo competitivo. Com a descida de qualidade do meio campo, seria preferível adoptarmos o 4-3-3. Se jogarmos apenas com 2, poderemos ter o meio campo mais fraco dos 3 grandes.
Extremos: Salvio, Ola John, Sulejmani, Candeias, Ivan Cavaleiro e Bernardo Silva.
Salvio saindo Markovic e Gaitan afirmar-se-á como melhor extremo da liga e um dos jogadores com maior número de assistências, assim tenha um avançado inspirado ao lado. Ola John jogando com regularidade, acredito que apresente a qualidade que em tempos já mostrou e a intensidade que raramente mostrou. As alas podem ainda ser uma boa solução para o talento de Bernardo Silva.
Avançados: Lima, Derlei, Cardozo, Bebé.
Lima e Derlei podem fazer uma dupla interessante. A seguir a Jackson e Adrián estão ao nível dos melhores.

Conclusão: O Benfica com tanta venda apenas reduziu a enorme vantagem com que partia para esta época. Uma época em que o Porto mudou de treinador, investiu mas vendeu alguns dos melhores e comprou jovens talentosos mas que ainda não explodiram e em que o Sporting muda também de treinador, mas relativamente à época passada tem uma Liga dos Campeões para jogar e umas expectativas maiores para gerir.
Saiba o Benfica não entrar em depressão com algum mau resultado e as hipóteses de ser campeão são consideráveis.


3 comentários:

  1. Falta o Lisandro e acredito mais numa dupla Lima - Bebé, Derley parece-me mais um substituto de Lima.

    ResponderEliminar